Foto: Bryan Minear(Unsplash)
Textos

Que venham os amores de inverno, porque os de verão…

O verão terminou como uma música. Como uma música de mau gosto que passara na rádio e que fazia questão de não voltar a ouvir. Metaforicamente falando, claro, o Inverno estava ali, mesmo ao virar da esquina a olhar-me e eu nunca o desejei tanto. Sê bem-vinda palidez e calças de algodão.

A verdade é que o verão é uma ótima altura para se estar apaixonado. Mas, no final do mesmo não nos lembramos e nem nutrimos nada das nossas paixonetas. Amores de verão são assim mesmo: são para ter e esquecer. Então que venham os amores de inverno. Os mesmos amores que nos aquecem com sentimentos profundos e com canecas de café quentes. Que nos aquecem a alma com palavras que perduram e não sucitam. Os amores que nos marcam.

Eu já não sou o adolescente que era. A verdade é essa. Talvez, pelos famosos dezoito anos que nos fazem adentrar numa realidade mais adulta. Muito mudou. Eu mudei. Já não me interesso por conversas banais e pessoas desinteressantes. Quero pessoas que venham para ficar e não que só passem estadia. Senão de que me vale? Preparo um café ou a minha a vida? É bem assim e eu não estou para isto.

Talvez eu esteja enganado sobre o verão e isto tudo seja uma parvoíce. Talvez ainda não tenha encontrado a pessoa certa que me faça viver o verão da maneira certa. E há uma maneira certa de viver o verão? Talvez o que eu realmente estou há procura é de alguém que seja Verão no meu Inverno.

O que eu vejo no verão como “talvez”, eu vejo no inverno como uma “certeza”. Procuro uma certeza dentre tantas incertezas. Uma certeza que faça acreditar que vale a pena passar por um verão em brasa, para acalmar nas doces brisas do Inverno.

Nada contra quem vive acreditando que amores de verão são o que há de melhor. Mas, eu definitivamente troco uma cerveja gelada por um bom vinho verde no final de uma tarde de inverno com o meu amor pela estação. Um brinde aos amores que perduram.

Alexandre

Eu sou o ariano que toda a gente te avisou. 18 anos, estudante de Comunicação e escrevo por aqui sobre vários assuntos.

2 comentários em “Que venham os amores de inverno, porque os de verão…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *