Foto: Pinterest
Textos

Quando os amores se ficam pela amizade

Aquelas palavras doeram. Saber que não passaria de uma amiga para ele doeu, porém ter a certeza de que poderia estar ao seu lado se quisesse, mesmo que não o pudesse tocar como queria, era algo que confortava-me. Poderia pelo menos, admirá-lo e amá-lo em silêncio, quando aos olhos do mundo éramos apenas amigos que dariam um bom casal. Todo o mundo sabia disso, menos ele.

Demorou um bom tempo até assimilar que não passaríamos disso. Demorou até que a dor amenizasse; demorou a volta à sua casa, mas quando isso aconteceu, percebi que o deveria ter feito mais cedo.

Apreciar seus traços à luz do pôr do sol era reconfortante e apaixonante ao mesmo tempo. Sorria-lhe enquanto fumava subtilmente o seu décimo cigarro daquela tarde, sentindo o carinho imenso que tinha para comigo e sobretudo, respeito.

As tardes na sua casa eram simplesmente as melhores da semana. Poderia ser eu mesma, podia cantar, gritar, desabafar e até tirar uma soneca sem que ele se importasse. Apreciava ainda mais quando era tarde de cinema e conseguia deslizar a minha cabeça no seu peito, sem que ele impedisse esse contato.

A lição que tirei de toda a nossa bela amizade é que nem sempre as paixões resultam em relacionamentos. Por vezes, elas resultam numa amizade duradoura. Há amores que se ficam pela amizade pelo medo que têm de não serem bons companheiros. Nem todas as pessoas são iguais num relacionamento e numa amizade. E eu entendia que o seu medo de desiludir-me era bem maior do que o amor que poderia sentir por mim, mas estava tudo bem. Eu poderia continuar ali, do seu lado, tendo o seu peito para descansar e as suas palavras para acalmar-me. Quase o tinha por completo, mas o que me faltava nem fazia tanta falta assim. Ter a sua amizade era-me mais importante. Afinal, não tinha perdido um amigo. Era um grande feito para mim.

4 comentários em “Quando os amores se ficam pela amizade”

  1. Realmente há muitas paixões que não passam disso mesmo: paixões, mas desde que continuemos a saber que essa pessoa estará sempre ali, mesmo que não sinta o mesmo que nós, isso já é um grande feito!
    Adorei o texto, parabéns!

    Beijinhos,
    Ella Morgan
    moonlightfelicitydestin.blogspot.com

  2. Já passei por isso durante a minha época da escola.. Paixões assim doem, machucam.. E é como disse no texto: Paixões assim nem sempre resultam em um relacionamento! Mas essa ‘friendzone’ me propôs belissimos textos na época e me ajudou a perceber que não era só eu que passava por isso.

    Lindas palavras neste post. Irá ajudar muitos adolescentes, tenho certeza. Teu projeto é lindo ♥

    It’s Lizzie

    1. Há muitos adolescentes que passam por isso mesmo. Magoa imenso, mas nos fortalece. Antes continuarem amigos do que virarem completos estranhos só porque de uma das partes não é recíproco.

      Muito obrigada! 💛 beijinho 😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *