Foto: Social.Cut / Unsplash
Dicas

Livros para ler em junho

Comprometi-me no último artigo Para ler este mês que iria trazer-vos livros verdadeiramente interessantes em junho. Ao que parece, prometi e cumpri (risos). Confesso que cada vez mais a minha lista aumenta. Só quem gosta de ler e tem uma lista parecida sabe do que falo. Entretanto, confessem-me: como escolhem o próximo a comprar/ler, sendo todos excelentes? Não sei por onde começar. 🙊 Entretanto, eis os quatro “contemplados“.

1. O rapaz que seguiu o pai para Auschwitz (2019), por Jeremy Dronfield 

Uma história real e comovente. E acima de tudo, verídica, o que dá sempre aquele boost para a compra imediata. Até então, não li nenhum livro sobre Auschwitz, embora já tenha uns quantos na minha listinha. Contudo, tendo em conta que a quantidade já é razoavelmente grande, pretendo ler este em primeiro lugar. Totalmente é um livro com o real significado de sobrevivência.

À venda em português: Wook*

2. As Intermitências da Morte (2005), por José Saramago

Acho que Saramago dispensa apresentações ou até comentários positivos para que vos motive a lê-lo. Todos lemos Memorial do Convento, uma das suas obras mais conhecidas e obrigatória nas escolas. O Ensaio sobre a Cegueira ainda não tive oportunidade de ler, porém tendo em conta todas as opiniões que li é mais uma obra plausível. Este autor encanta-nos com a sua escrita e N’As Intermitências da Morte, isto não será de todo diferente. Já leram? O que acharam e o que acham do autor, em geral?

«No dia seguinte ninguém morreu.»

À venda em português: Wook*

3. Faz-me Ficar (2019), por Afonso Noite-Luar

Depois do sucesso de Ela Primeiro, Afonso presenteia-nos com o segundo livro da “série” Os Mandamentos do Afonso. Sendo que adorei o primeiro livro – e único até então do autor -, este, por sua vez, está praticamente na minha pose. O final do primeiro foi angustiante e ficou aquela possibilidade no ar, de Afonso e Inês ficarem juntos. Nada é impossível e nesta continuação verão isso mesmo.

Sei que as críticas continuam a ser muito controversas em relação ao Afonso, porém só lê quem quer. Quem não aprecia romances eróticos não necessita de demonstrar o seu desagrado nas redes sociais. Aliás, quem segue o autor sabe que as suas contas já foram eliminadas uma data de vezes. É uma pena. Demonstra uma grande falta de noção de quem não aprecia este tipo de conteúdo. Nem todos temos os mesmos gostos e acredito piamente que há espaço suficiente para todos os autores. Cada um com a sua arte. Todos eles são importantes.

Na maioria das vezes, sabemos bem, que esses comentários inoportunos vêm de pessoas que nem livros leem. Portanto, só por isto nem vale a pena ter em consideração as suas opiniões.

«Não havia volta a dar, tinha de reconquistar a Inês. E desta vez não o iria fazer por ela e muito menos pelo Henrique. Ia fazê-lo por mim, para me salvar.»

Pré-lançamento (autografado) em português: Wook*

4. Raparigas como nós (2019), por Helena Magalhães

Sinto-me em dívida porque ainda não adquiri o Diz-lhe que não, da mesma autora. Há algum tempo que sigo a Helena e de facto, a curiosidade sobre o seu novo trabalho já era enorme. Assim sendo, apresenta-nos um romance envolvendo festivais de verão, tardes na praia, experiências-limite com drogas, traições e festas. 

Acho que todos os romances adolescentes têm algo de belo, ainda que haja decepções pelo meio,  porque é na altura em que vivemos tais sentimentos, pela primeira vez. E todas/os nós sabemos o quanto nos marca o nosso primeiro amor (e os restantes), não é mesmo? Definitivamente, um livro a ler neste verão!

Pré-lançamento em português: Wook*

E estes são os premiados para ler em junho. Que livros costumam ler no verão? Têm por hábito ler na praia?

Link de afiliados. 

1 comentários em “Livros para ler em junho”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *