Foto: Pinterest
Textos

O caminho é já o destino.

Hoje voltei a escrever por aqui. Às vezes os capítulos terminam mas a história está longe de ter um fim. Aprendi ao longo deste afastamento o quanto é importante voltar, ao lugar que nos viu crescer.
E talvez eu não conheça quem escreveu meu último texto, talvez eu não saiba de que cor eram os meus olhos naquele tempo, porque eles são metamorfose absoluta e diária. Mas sei o meu nome, a minha história e este lugar que quis deixar.
Cheia de sonhos, pensei que o caminho era em frente, mal eu sabia as voltas que ia dar. A minha vida não passa do anel de saturno que anda sempre em torno do mesmo. Dou um passo em frente, esqueço-me de quem sou e volto ao mesmo ponto, a maldita amnésia da vida.
Mas há coisas que nunca falham, as cicatrizes. Essas marcas que carrego no peito e no coração que afastam o amor e a multidão. Sou solitária independentememte, sem medo, do que me passa na mente. Não quero ir sozinha por ir mais rápido como esse cliché diz, vou sozinha porque tropeço menos, sofro menos e duvido menos do caminho.
Em mares revoltos quanto menos tiver o barco, mais vai ser levado na corrente. E eu vou, sozinha, num barco meu, com destino meu, sem ninguém dizer vamos ali. Porque não. NÃO VAMOS. Porque eu não quero. A arte de dizer Não é este novo capítulo. A arte de dizer Boa Viagem está noutro livro que também ando a escrever.
O importante num barco não é o destino, mas a paisagem que percorre. Ninguém pode fingir ser bussola, quando é do mar.

O meu sonho é tocar o horizonte, enquanto o teu é chegar a uma ilha.
E quando chegares, vais querer ir para onde?

4 comentários em “O caminho é já o destino.”

  1. Amei esse seu texto, realmente é um dos melhores blog que estou acompanhando. Suas postagens são excelente! Parabéns!

    Já até salvei em meus blogs favoritos ❤️..

    Meu Blog: Caruaru da Sorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *