Foto: Pinterest
Comportamento

Os casais reais não vivem de likes

Os casais reais não vivem de likes. Os casais reais não têm capturas dos seus melhores momentos. Não fazem sequer por tê-los. Estão sempre mais ocupados em aproveitar todos os segundos na companhia do outro, pois o tempo passa demasiado depressa para se perderem nas redes sociais. 

Os casais que mais se amam, preservam a sua privacidade e todos os segundos em que estão juntos. Não há segundos, por mais mínimos que sejam, para fazer várias tentativas de fotos Tumblr. Na maioria dos encontros brigam. A realidade é mesmo essa. Os espinhos existem, ainda que apenas as rosas persistem em aparecer no Instagram. 

De nada vale mostrar estarem bem, se juntos não se suportam, só discutem e discordam de tudo. A nova geração não sabe apreciar o agora. Estão sempre mais preocupados em deixar rastos, memórias falsas por todo o lado. De repente, quando tudo termina, deixamos de ver as fotos fofas que tinham como legenda “amo-te para sempre”. O amor terminou, naquele caso, ou foram eles os culpados por não o cultivarem? 

O amor é como uma flor. Necessita de tratamentos especiais. Nem muita água, nem pouco sol. Um complemento dos dois. Atenção, alimento e dedicação. Sem isso, não há flor que resista, nem amor que perdure. Existem espinhos que nos magoam, porém são suportáveis se o amor for superior à dor. E a vontade de continuar se manter intacta. Por isso, são várias as flores/amores que morrem.

Esta geração não sabe apreciar o toque, as mãos unidas, as gargalhadas, as despedidas comoventes, os abraços apertados, os reencontros mais esperados. Todo esse encanto não existe e é triste. Ligam o telemóvel e desligam o mundo real. Desligam o que por milhares gerações uniu famílias: o amor. 

O amor verdadeiro não está espalhado pelos feeds. Ele está silenciosamente escondido em todos os detalhes, em que dois corpos se entregam, quando ambos estão presentes. Era tão bom se os jovens soubessem o quando isto importa, mais do que todo o resto. O resto é publicidade enganosa, no catálogo uma coisa e na realidade outra. Não se pode esperar mais, de quem não sabe aproveitar o que tem. 

4 comentários em “Os casais reais não vivem de likes”

    1. Quero acreditar que sim, que o futuro não é assim tão sombrio quanto demonstra ser. Creio que às vezes, somos demasiado positivos quanto a isso, porém é esperar para ver. Beijinho 😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *