Foto: Kimson Doan / Unsplash
Reflexão

Dias de verão.

O sol bate insistentemente à janela, às 7:30 da manhã. Sem esforço, levanto-me e aprecio. Em poucos dias, com o retornar da rotina, deixarei de apreciá-lo, na sua magnitude, ou como merece ser admirado. Substituirei um copo de sumo de laranja fresco, por uma chávena de café com leite quente. Os calções e a t-shirt por um pijama de lã e os dias de verão, pelos de inverno.

Nem sempre apreciamos o verão como deveríamos. A maioria apercebe-se que afinal não aproveitaram, quando chove e não conseguem vestir aquele vestido floral ou aqueles calções frescos. Andamos tão atarefados, com todas as preocupações, tarefas, que nos esquecemos de pausar um pouco e aproveitar um dia de verão.

Até mesmo os adolescentes, que poderiam simplesmente ficar a torrificar ao sol, em todos os dias de verão, não o fazem. Curtimos os festivais, que tanto nos divertem, com os amigos. Ficamos até ao nascer do sol de pé e achamos que o verão é maioritariamente isso. A verdade é que não é.

Mesas redondas, amigos em redor, canecas de cerveja ou garrafas de Somersby, imensos dedos de conversa e várias gargalhadas. Conversas até altas madrugadas que começam no café e acabam na praia. Uma fogueira, uma viola, música e mais gargalhadas. Vemos o pôr do sol, juntos, extasiados. Decidimos ir buscar os biquínis e os calções. Mais um dia de praia. Mas não um qualquer. Isto sim é viver plenamente os dias de calor.

Queríamos poder abrandar o tempo e reviver tudo o que o verão nos traz. Relembramos no final do mesmo, os amores que vivemos, as pessoas que reencontramos, as palavras que dissemos e as que não dissemos. Seguimos em frente, novamente, achando que há amores que sempre ficarão no verão, pois não são suficientes para nos aquecerem no frio do inverno. Vamos deixando de ir à praia, com vontade de lá ir, porque ora chove, ora está um frio de rachar. E assim, deixamos passar o tempo e a nostalgia fica, dos dias de verão que não vivemos e dos que pudemos viver.

Sentei-me na varanda e admirei aquele novo dia, como se fosse o primeiro. Como se tivesse começado hoje a melhor estação do ano. Só que é apenas, o fim dos dias de verão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *