Foto: John Canelis / Unsplash
Textos

Estou cansada.

Estou cansada. De esperar, de lutar e de sofrer. As horas passam e não vejo como dar a volta por cima, como voltar a estar bem.

Decidi que prefiro estar com alguém que goste de mim, em vez de estar a sofrer por quem nunca me irá olhar da forma que desejo. Se é um pouco egoísta da minha parte estar com alguém fazendo-a feliz ainda que não a ame? Será mais egoísta para quem? Para ele ou para mim? Quem sairá mais magoado disto?

Continuo achando que as pessoas merecem ser acarinhadas, merecem ser felizes. Gosto de proporcionar-lhes coisas bonitas, fazer-lhes felizes, deixar-lhes memórias inesquecíveis. Mas nem tampouco isso me deixa feliz, na maioria das vezes.

E eu sigo sendo infeliz, mostrando estar bem e contente. Através de um rosto não se vê felicidades, nem infelicidades. Dói mas ninguém vê, ninguém reclama. Nem eu, que sou a que sente tudo em silêncio, sem nem pestanejar.

Provavelmente, estou cavando a minha própria sepultura, sem nem me importar com isso. Não quanto deveria.

Mudei tanto pensando que conseguiria ter algo. Mudei achando que isso faria diferença e só me causou mais dor e indiferença.

Nos lábios um sorriso, nos olhos um coração despedaçado pedindo para que a dor pare. As lágrimas não irão cair. É assim penso que vou conseguir seguir com a minha vida com alguém que não amo, mas que é o melhor para mim. Talvez consigamos construir algo bonito e eu possa finalmente me apaixonar pelas suas qualidades incríveis. Só preciso superar quem ainda ocupa o meu coração e seguir tentando fazer o certo.

Não importa se sairei em desvantagem, se irei estar infeliz por muito tempo. Pelo menos sei que fiz alguém feliz só por me ter como companhia – ainda que não consiga dar-lhe tudo quanto merece.

Tenho de deixar este amor para trás. Não tem como continuar a sustentar um amor condenado. Isto termina aqui. Estou cansada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *