Foto: Hayley Beth / Unsplash
Textos

Nem sempre estamos bem.

De há uns dias para cá ela estava estranha demais. Fui, como habitual, buscá-la a casa para irmos dar um passeio. A sua música preferida tocava no máximo que os meus tímpanos conseguiam suportar, a aragem entrava suavemente pelos vidros entreabertos e nem assim os seus pés livraram-se das Vans. Outrora, era a primeira coisa que fazia quando chegava ao carro. Descalçava-se e colocava os pés sobre tablier. No início brigávamos sobre isso mas deixei de me importar.

Vi-a encarando as paisagens por onde passávamos atentamente distraída. Eu notei que o cansaço já morava nela. O descuido das unhas, o cabelo sempre apanhado num rabo de cavalo e a voz mais fraca do que o habitual. Estacionei numa das suas praias favoritas, não tardava por anoitecer. Suspirou alto e fiz-lhe olhar-me.

Não precisava que me confirmasse o quão cansada estava. Nem sempre estamos bem. E contrariamente ao que se espera, muitas vezes quem está perto não ajuda. Só pressiona, dá mais trabalho, mais cansaço, mais peso para carregar.

Abracei-a com força dizendo que o peso que até então carregava, havia passado para mim. Que quando tudo desabasse eu estaria ali, ainda que em silêncio tentando fazê-la ver que o seu lugar é aqui e que nunca é demais lutar. As forças acabam hoje, porém amanhã nos levantamos. Vamos sempre buscar reservas. E eu sou a sua e ela a minha. Para todos os momentos, mas em especial para os maus. São nesses que nos apercebemos de quem gosta verdadeiramente de nós; de quem faz por estar perto e luta por um sorriso nosso.

Jamais iria desistir de si. Jamais deixaria um peso imenso somente nas suas costas. Repartindo o peso ambos conseguimos ir-nos libertando aos poucos dos problemas. Às vezes, só precisamos de alguém que nos dê a mão e que fique com metade do nosso peso. Alguém que seja capaz de caminhar sobre as mesmas pedras e sentir a mesma dor. Isso sim é amor. É preciso ter coragem para suportar e entender as dores do outro. Julgar não é a solução. Passar pelo mesmo faz-nos refletir melhor e o aprendizado é maior.

Ela nunca irá estar sozinha. Amanhã será um dia melhor…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *