Foto: Dương Nhân / Pexels
Reflexão

O que ninguém conta sobre a amizade

Os amigos nem sempre querem ajudar-nos ou ouvir-nos. Há aqueles que só nos querem para desabafar e poderem contar o quão as suas vidas são difíceis, conturbadas e dão-nos a entender que os nossos próprios problemas, nem o são de facto, porque nos dão a entender isso mesmo quando não nos ouvem.

Há muito egoísmo hoje em dia, que não deveria existir numa amizade. Já não há compaixão, a troca por troca, os conselhos a todo o momento, o ombro amigo. Claro que até a melhor pessoa do mundo se cansaria de dar conselhos que não são seguidos, mas não é sempre assim? Dar ainda que a pessoa não faça o que ouve? Não é assim também com os conselhos que recebemos dos nossos pais e familiares?

Quando entramos na vida adulta vamos realmente entendendo quem são verdadeiramente os nossos amigos. Os que não nos viram as costas à primeira oportunidade, nem dizem “vai ficar tudo bem” quando nos apunhalam nas costas, sem misericórdia.

A amizade não deveria ser uma obrigação para com as pessoas que gostamos (ou que pensamos gostar). Deveria ser algo dado automaticamente, pois é a amizade que, muitas vezes, nos mantém fora do poço, que nos tira do mar quando nos estamos a afogar, consecutivamente. Tiram-nos as ilusões e retiram a nossa tristeza com um abraço apertado e uma dose de gargalhadas. São os que nos tiram forçosamente de casa, a quem contamos os nossos segredos, as nossas tristezas, com que nos divertimos sempre. Somos capazes de estar com os amigos por horas e ainda assim, não nos sentimos aborrecidos. Esses sim, são os verdadeiros amigos e fazem com que a amizade seja o que sempre foi: uma troca de amor incondicional, de um abraço, de um ombro, de conselhos inesgotáveis, de uma paciência enorme.

O que ninguém conta sobre a amizade é que os amigos ferem também. Os amigos traem, mentem, deixam de gostar de nós e nos abandonam. Quebram promessas, nos desiludem, são egoístas e deixam de se importar. Somos todos pessoas, não é? Todos temos defeitos e nem sempre vamos gostar das mesmas pessoas. Na amizade isso não se torna diferente também, o que é pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *