Foto: Pinterest
Textos

Quando estou contigo.

Gosto de como sou quando estou contigo. Da maneira como consigo ser livre, sem pensar nas consequências. Da forma como me atiro para os teus braços, como te abraço forte para que não fujas, como gargalho alto que todos nos ouvem. E que se lixe se nos ouvem!

Gosto da forma como descomplico tudo quando estás por perto. As palavras fluem sem demora e sem pensar, os abraços curam tudo, as mãos dadas são alento e nos fazem andar quilómetros com a segurança de que não vamos seguir caminhos diferentes ou de que um irá cair. Os sorrisos que damos sempre tão genuínos, as noitadas a devorar Doritos com as belas lembranças do pôr do sol, a cama desfeita e remexida de tanto nos mexermos tentando estar juntos.

Não há alma mais bonita que a tua e sinto que a minha se transforma quando estás por perto. Acredito piamente que sou uma pessoa mais bonita desde que estás aqui.

Corpos há muitos, almas bonitas são poucas. Não há nada que não flua entre nós, porque os dois estão demasiado confortáveis para se entregarem e se mostrarem verdadeiramente. E é e sempre será isto que nos une/unirá. A forma como saltamos sem nem medir altitudes, a intensidade com que deixamos os nossos corpos se cruzarem, e acima de tudo, a forma inexplicável como nos amamos.

Nunca será o tempo que passo contigo que medirá o quanto te amo, mas sim tu. Sempre será a pessoa e não o tempo. Quer passemos uma hora juntos ou dez minutos. Já contribui para a nossa história de amor, para que o dia melhore e a alma transborde de paz. Isto vale tudo e tudo porque tu existes. Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *