Foto: Pinterest
Textos

Sem destino.

Quero conduzir sem destino, contigo ao meu lado, sorrindo feito doidos, a altas horas da madrugada. Veremos o pôr e o nascer do sol, sempre em andamento. Deixarei que descanses, com a mão pousada em mim, tentando procurar-me por perto. Continuarei conduzindo como se o amanhã não existisse e só o hoje importasse. Deixarei-me consumir pela felicidade de estar contigo, de madrugada, podendo dividir a felicidade contigo.

Andaremos até chegarmos a algum lugar, irei estacionar e aninhar-me-ei junto a ti e ao teu calor. Vou deixar-me descansar para depois darmos um passeio e falarmos dos planos que temos para este dia. Não haverá destino, apenas deixaremos-nos guiar pelo que tiver de ser. Não foi assim toda a nossa relação até então? O destino não importa, quando todos os dias demonstramos o quanto nos importamos e amamos alguém. Damos a conhecer, diariamente, um ao outro, que fazemos falta, que temos saudades e que os nossos sentimentos aumentam, cada vez mais.

Não podemos pensar no fim. No fim da estrada, no fim de nós. Não há fins quando dois querem e reconhecem que precisam e são melhores juntos. Ambos iremos recomeçar as vezes que forem necessárias, tal como daremos as voltas que forem precisas quando for proibido seguir por uma determinada rua. O importante é não baixar os braços e seguir. Seguir de coração aberto, sabendo que estamos fazendo a coisa certa.

Desde que estejas ao meu lado, simplesmente num passeio de carro ou a pé, de mãos dadas e corações unidos, sei que estamos no rumo certo. Se é que existe, verdadeiramente, um rumo certo. Quero absorver todas as cores da mudança do céu, ao teu lado e assegurar-me que estás em segurança.

Não importa o destino, apenas que fiques comigo esta noite.

2 comentários em “Sem destino.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *