Foto: rawpixel.com / Pexels
Textos

Estarei sempre contigo

Quando não tiveres para onde ir, procura-me.
Quando estiveres com insónia, imagina-me.
Quando adormeceres, sonha comigo.
Quando não me vires, lembra-te das gargalhadas que soltávamos.
Quando estiveres sozinha, tenta não pensar no que ficou por fazer, mas sim no que fizemos.
Quando pensares que não vais conseguir, lembra-te do que te disse antes de partir.
Quando achares que estás sozinha, escreve-me, pois estarei ao teu lado sempre. Fala comigo.
Quando pensares que estás sozinha, estarei ao teu lado.

Nada está perdido apenas porque não estou aí. Estás viva e deves viver. Aproveitar ao máximo cada segundo. Vive tudo o que não pude viver, sonha, tira fotografias, sorri, sê feliz.

Tive de partir porque o destino quis assim. Não te revoltes contra ele. Não deixes de acreditar que bons dias virão e que poderás encontrar alguém que te faça tão ou mais feliz.

Sei que dói. Sei que vai doer imenso até amenizar, até desaparecer por completo. Mas sei também, que és forte e que não irás baixar os braços. Não os baixaste até agora.

Não te permitas ter menos do que mereces. Mereces tudo. Tudo o que de bom há no mundo. Quis dar-te um pedacinho do que para mim era essencial, dei-te o meu coração por inteiro e peço-te que não o esqueças. Não esqueças de o regar, para que floresça sempre. Não te esqueças de ti, de mim, de nós. Apenas lembra-te de tudo sem mágoas. Lembra e sorri porque viveste. Ao milésimo.

Não te arrependas do que não fizeste. O que pudeste, fizeste. Não podias ter feito mais nada por mim. O meu corpo estava em chamas. Tu sabias. Tu sempre soubeste, mas preferiste carregar uma culpa que não era tua. Este fardo não é teu. Abandona-o. A culpa não é de ninguém. Porque temos sempre de arranjar um culpado? Aconteceu. Não pude evitar, não consegui pará-lo. Tentei ser forte, resisti ao máximo, mas ele foi mais persistente. Não culpes ninguém. Não tentes amenizar a tua dor desta forma ou aumentá-la. Nada me fará voltar, ainda que queira.

Não fiques presa à minha memória, ao meu amor. Não deixes de fazer o que gostas, o que pensas, por minha causa. Quero que sejas feliz, acima de tudo. Sei que saberás escolher bem e que quem te roubar o coração será um sortudo. És tão especial. Não fazes ideia do quanto. E é por isso, que mesmo longe, não te irei abandonar em nenhuma das fases. Estarei cá sempre. E não irei embora, quando pedires. Ficarei, porque sei que precisas de mim por perto, quando me mandas partir.

Agora vai. Ergue o queixo, limpa as lágrimas, veste a armadura e enfrenta mais um dia. Não irei largar-te a mão, não deixarei que caias. Para onde quer que vás, não vais sozinha. Ter-me-ás sempre contigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *