Foto: natsuki / Unsplash
Lifestyle

Bolha de sabão.

Não sei onde me perdi, ou se algum dia me encontrei. Não sei se irei reencontrar-me por aí, vinda no vento da mudança ou então com a maré baixa. Tudo em mim é catástrofe e a cada segundo algo corrói. Para onde me levaram e o que fizeram de mim? O meu ser já foi …

Continue a ler
Foto: Pinterest
Reflexão

dias de carência acumulada.

Há dias e dias de carência acumulada. Vivemos em piloto automático, repetindo as mesmas tarefas como se o começo fosse o fim do dia. E o fim, o começo. Há a carência de um toque, de um abraço. Nós que tanto desvalorizámos a liberdade, um abraço, um beijo na testa, nos vemos encurralados nessas faltas …

Continue a ler
Foto: Pinterest
Textos

Sem destino.

Quero conduzir sem destino, contigo ao meu lado, sorrindo feito doidos, a altas horas da madrugada. Veremos o pôr e o nascer do sol, sempre em andamento. Deixarei que descanses, com a mão pousada em mim, tentando procurar-me por perto. Continuarei conduzindo como se o amanhã não existisse e só o hoje importasse. Deixarei-me consumir …

Continue a ler
Foto: Tumblr
Reflexão

As mulheres.

É óbvio que todas nós queremos ser bem tratadas. Queremos que nos amem, nos mais pequenos detalhes, que nos demonstrem em gestos simbólicos e simples. Queremos uma massagem, um ato de bondade, que nos abracem sem demoras, que nos beijem com saudade, que nos devorem com vontade, que nos dêem amor e prazer na mesma …

Continue a ler
Foto: Blake Barlow / Unsplash
Textos

Só preciso ficar só.

Só preciso ficar só. Por uns minutos ou até dias. Há um enorme peso no meu peito, que me impede de respirar direito. Não sei mais falar o que penso, não sei demonstrar a turbilhão de sentimentos que sinto de forma correta. No fundo, estrago sempre tudo. De uns dias para cá que me ando …

Continue a ler
Foto: Anne Nygård / Unsplash
Textos

A última carta.

Esta é a última carta que te escrevo. A última vez que irei escrever sobre ti. Mas sobretudo que irei escrever sobre mim, sobre o que sinto. É a última vez que irei desabafar. Estou desistindo. Aliás, há muito desisti. Deixei-me ficar no fim do poço, esperando a água cair para poder afogar-me de uma …

Continue a ler
Foto: Tumblr
Reflexão

Somos a incurável melancolia.

Não sei até que ponto a minha existência vale para alguma coisa. Talvez até não valerá para coisa nenhuma. A dor sempre nos desarruma, perturba e muda. Persegue-nos em cada obstáculo e até na busca pela felicidade. A verdade é que a cada dia que passa, a nossa existência passa a ser qualificada, pressionada, duvidada. …

Continue a ler
Foto: Tumblr
Caderno de Desabafos

Ponto de ruptura

Mais uma crise. O ponto de ruptura está claro, mas ignoro. Finjo que não é nada, que já passa e que isto acontece somente às vezes. O que acontece é que esses “às vezes” têm acontecido com frequência. Há um peso invisível que carrego, que faz-me arrastar com dificuldade, diariamente. Tento enganar o cansaço com …

Continue a ler
Foto: Tumblr
Textos

Há milhares de estrelas nela.

Há milhares de estrelas nos seus olhos. Há milhares de sonhos escondidos nela, que se vão multiplicando com os anos. Há milhares de estrelas nela, uma galáxia inteira por descobrir. Quis o destino um dia juntar-nos, mostrar-nos que tínhamos de nos apoiar, reconfortar e ensinar um ao outro, o quão bom é o amor e …

Continue a ler
Foto: Tumblr
Reflexão

De madrugada, os sonhos morrem.

De madrugada, os sonhos morrem, porque os sonos são inexistentes. Os sonhos morrem, cada vez que não nos permitimos adormecer e finalmente descansar. Até quando conseguiremos impedir-nos de sonhar? De dormir e sossegar? A minha alma ansiosa pede por descanso, mas a insónia persiste em me perseguir e raptar para si. A insónia é como …

Continue a ler