Textos

Corpo de vidro.

Carta aberta ao meu eu. Cabiam em mim todos os complexos do mundo, mesmo com toda a injustiça, com todo o egoísmo e poesia que isso possa parecer. Cabiam em mim todos os medos inseguranças e anseios de um corpo que era meu mas que de mim só tinha medo. Medo de se ver, de …

Continue a ler